terça-feira, 13 de agosto de 2013

Gráfico de curvas

Eu sempre vou voltar nesta folha em branco quantas vezes for, porque minha vida é um gráfico de curvas.
Quando a linha desce eu quase morro, quando a linha sobe eu sinto aquela vontade imensa de estender o eixo x infinitamente.
Quando a linha desce eu penso em mil coisas.
Quando a linha sobe eu começo a esquecer, esquecer... me perco em tanta altitude e caio desesperadamente no chão.
Às vezes eu me machuco.
Às vezes erro o chão e volto,
às vezes erro o chão e vôo.


2 comentários:

  1. Um golpe em 61,
    um golpe qualquer,
    assim que puder
    como atum.

    voo e a u i finito e a u lem.

    sempre vejo

    ResponderExcluir